Guia de proteção comunitária de pessoas indígenas refugiadas e imigrantes

Em face dos inúmeros desafios de se atender populações indígenas refugiadas e imigrantes, esta publicação tem o objetivo
de oferecer diretrizes teóricas e práticas sobre possibilidades de trabalho na prevenção e resposta a violações de direitos dentro
e fora das comunidades por meio do processo de proteção comunitária. Apesar de ter como recorte a população indígena
refugiada e imigrante, ela pode ser considerada também para trabalho com outros perfis.

O termo “proteção comunitária” surge da reflexão em torno do uso de políticas e estratégias que buscam garantir o fortalecimento das comunidades para facilitar o diálogo a partir de práticas que não se relacionam apenas a uma política ou
área, mas propõem um diálogo multidisciplinar e contínuo com e entre as comunidades.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.