Desastres: tecnicismo e sofrimento social

Desastres: tecnicismo e sofrimento Desde uma perspectiva crítica das ciências sociais, o estudo analisa preliminarmente aspectos do approach tecnicista de defesa civil no Brasil, para tê-lo como referência para a usual indiferença do meio técnico-operacional quanto ao sofrimento social multidimensional dos grupos afetados nos desastres. O quadro analítico se baseia em pesquisa documental, sobretudo em registros institucionais e em revisão de literatura dos autores de referência no debate, bem como nos estudos mais recentes sobre alguns dos casos mais emblemáticos de desastres recentes no país. Conclui-se que a preocupação com o sofrimento social multidimensional dos grupos sociais afetados nos desastres é ausente no escopo institucional.
2014, 14 páginas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.